Sobre a Umbanda

06/10/2015

A Umbanda é uma religião que sintetiza vários elementos das religiões africanas e cristãs.
Suas origens estão contidas nas filosofias orientais, fonte inicial de todos os cultos do mundo civilizado, que implantada em nossa terra, reuniu-se às práticas dos conceitos e crenças do índio, branco e negro.
A raiz mais antiga do registro do vocábulo Umbanda encontra-se nos UPANISHADS, textos sagrados da Índia.
A Umbanda chegou ao Brasil no início do século XX, em 15 de novembro de 1908 através do espírito que se apresentou como caboclo das Sete Encruzilhadas, incorporando no jovem Zélio Fernandino de Moraes que tinha apenas 17 anos.
Hoje é comum ouvirmos falar que existem várias ramificações de Umbanda, Mas na verdade a Umbanda é uma só, no qual temos a incorporação dos nossos amados Pretos-Velhos, caboclos, crianças, exus, pombagiras e orixás.
É uma religião sem preconceitos, que aceita todo aquele que tem como intuito fazer o bem e prestar a caridade a seu próximo. É claro que como qualquer religião existem pessoas boas, que estão ali de coração puro com um único motivo que é a fé e a vontade de servir de instrumento na mão da espiritualidade maior e com isso tornar-se um espírito melhor. E existem as pessoas más que usam a sua mediunidade para interferir na vida alheia, usando como aliados eguns, espíritos malfazejos que em troca de energias negativas da vingança se ligam a esse tipo de pessoas. Com isso a nossa amada Umbanda é tão mal vista aos olhos dos leigos.
Como toda a religião é preciso ter comprometimento, disciplina, seriedade, dedicação e estudo, sobretudo com renovação de caráter dos que a professam. Não somos umbandistas somente quando estamos dentro de um terreiro, precisamos ser umbandistas em nossas vidas, para que nos tornemos pessoas melhores e espalhemos assim a grandeza de sua doutrina.

A Umbanda é desmerecida quando as pessoas usam sua energia para julgar seus irmãos, dizendo que somente o que acontece em sua casa é o certo, ou que no terreiro alheio só existe animismo, Interesses, vaidades, fantasias, insultos, amarrações, pouca fé, etc…
É lei na Umbanda olharmos para o nosso próximo como irmãos, pois somos filhos de um Deus único, criados a sua imagem e semelhança.

“UMBANDA É AMOR, FÉ E CARIDADE”

A Lei principal da Umbanda é resumida numa só palavra: CARIDADE no sentido do amor fraterno em benefício dos seus irmãos encarnados, qualquer que fosse a cor, raça, o credo e a condição social, não podendo haver ambiciosos, vaidosos, mistificadores, pois estes, mais cedo ou mais tarde, são afastados da Umbanda pelos espíritos de luz.