Pontos – Oxossi

28/06/2016

Print

Oxossi, filho de Iemanjá
Divindade do clã de Ogum
É Ibualama, ele é Ilé
Que Oxum levou no rio
E nasceu Logun-edé!

Sua natureza é da lua
Na lua Oxóssi é Odé Odé-Odé, Odé-Odé
Rei de Keto Caboclo da mata Odé-Odé.

Quinta-feira é seu ossé
Axoxó, feijão preto, camarão e amendoim
Azul e verde, suas cores
Calça branca rendada
Saia curta estampada

Ojá e couraça prateada
Na mão ofá, iluquerê
Okê okê, okê arô, okê .
A jurema é a árvore sagrada
Okê arô, Oxóssi, okê okê

Na Bahia é São Jorge
No Rio, São Sebastião
Oxóssi é quem manda
Nas bandas do meu coração.


Mas como é bonito, assistir festa nas matas
Ouvir o som das cascatas e o lindo canto do sabiá (do sabiá)
Que noite linda, que bela noite de luar
Foi no clarão da lua
que eu vi o seu Oxossi passar
A mata estava em festa ô ô ô
toda coberta de flores,
Até os passarinhos cantam, em seu louvor
Ele é nosso protetor
Ô ô ô ô ô quanta beleza,
Ô ô ô ô ô quanto esplendor,
Como é bom ter a certeza
Que o seu Oxossi é nosso protetor


Vermelho é a cor do sangue de meu pai
E verde é a cor das matas onde ele mora {bis}
Vamos saravar meu pai Oxóssi em nossa banda
Vamos saravar, a banda que ele mora {bis}


Oxossi Odé, ele é São Sebastião
Mas ele reina
La nas matas e nos campos
Ele é o dono, da lavoura de pai tupã

Ore rê Ore rê ô
Ore rê Ore rê ô
Mas o senhor ore rê {bis}

Para sua vida melhorar
E nunca lhe faltar o que comer
Acenda uma vela
La nas matas para Oxossi
E peça que ele irá lhe socorrer

Ore rê Ore rê ô
Ore rê Ore rê ô
Mas o senhor ore rê {bis}


Oxossi é Rei no Céu
Oxossi é Rei na Terra
Ele não desce do Céu sem coroa
Sem sua nansga de Guerra


Foi Zambi quem criou o mundo
Só Zambi pode governar
Foi Zambi quem criou
As estrelas que ilumina
Oxossi lá no Jurema


Eu vi chover
Eu vi relampear
Mas mesmo assim o céu estava azul

Favorecendo a folha da Jurema
Oxossi reina
De norte a sul (2x)


Eu me orgulho
De carregar esse Orixá
Ele é meu pai Oxossi
Filho de pai Oxalá

Ele é meu pai Oxossi
Que é um grande Orixá(2x)

Ele caça, ele pesca
Ele é rei aqui na Umbanda
Vamos salvar pai Oxossi
Que comanda a nossa banda

Ele é dono das matas
Quando vem trás seu axé
Caça para os Orixás
E ajuda a quem tem fé

Eu me orgulho
De carregar esse Orixá
Ele é meu pai Oxossi
Filho de pai Oxalá

Ele é meu pai Oxossi
Que é um grande Orixá(2x)

Ele é o rei de Keto
Filho de Yemanjá
Ele é meu pai Oxossi
Que eu louvo em cantar

Ele trás prosperidade
Ele trás muita fartura
Quem confia em pai Oxossi
Não vive na amargura


Seu arranca-toco é de aruanda,
É de nagô zambe (2x)
Quando ele chega na umbanda
Auê, auê (2x)


Caboclo a sua mata é verde, verde é da cor do mar
Sarava o cacique da jurema
Sarava o cacique da jurema
Sarava o cacique da jurema
Jurema (2x)


São Miguel, São Miguel
São Miguel está chamando (2x)
Dai-me forças são Miguel para chamar os caboclos da umbanda (2x)


Tambor, tambor
Vai chamar quem mora longe (2x)
Salve Oxossi o rei das matas
Ogum do Humaitá
Pai Xangô La na pedreira
Iansã no jacutá (2x)


Estava na beira do rio sem poder atravessar
Chamei pelo caboclo
Caboclo tupinambá (2x)
Tupinambá chamei
Chamei tupinambá ea (2x)


Ainda tem caboclo debaixo da samambaia (2x)
Sai, sai caboclo,
Debaixo da samambaia (2x)


Oxalá chamou e já mandou buscar
todos caboclos da jurema
para o seu jurema (2x)
Pai Oxalá, é rei do mundo inteiro
E já deu ordens pra jurema
Mandar seus capangueiros

Mandai, mandai
Linda cabocla Jurema
O seu terreiro
Que já é ordem suprema (2x)


A sua flecha é carijó seu bodoque é indaiá
Todos caboclos vem serenos como o sereno é
Oxossi é rei da macaia Oxossi é rei da guiné

Ele atirou
Ele atirou e ninguém viu
O seu Oxossi é quem sabe
Aonde a flecha caiu (2x)


Ogã chama todos os caboclos
Chama todos caboclos no batuque do tambor (2x)
Diga pra ela que já é hora
Diga pra ele, que a umbanda esta chamando


Uma rosa no jardim apareceu
Mamãe esta chamando e la vou eu
Ele é caboclo, ele vem da sua aldeia
Seu Ubirajara é um caboclo e não bambeia


Ele vem da mata, ele vem girar
O caboclo laranjeira tá de ronda no gongar
O caboclo laranjeira
Ele promete e não esquece
Ele traz laranja doce
Para dar a quem merece
Que cabocla é essa
Toda vestida de pena é a cabocla jurema
Dona de seu jacutá
Rainha da mata virgem que chegou pra trabalhar


Lua que clareia o mundo
Que clareia a terra e o mar
Clareia as matas de Oxossi
Cidade da jurema

Clareia os caminhos
Que os caboclos vão passar
Para vir na umbanda trabalhar (2x)


Estava sentado na cadeira da jurema
Porque mandaram me chamar (2x)
O juremi, o Jurema
Porque mandaram me chamar (2x)


Nas matas La da jurema
Eu vi uma estrela brilhar (2x)
Era uma estrela de Oxossi
Anunciando que caboclo vai chegar (2x)
Okê, Okê caboclo
Caboclo Sete Estrelas no gongar
Okê, Okê caboclo
Vem de aruanda, pra seus filhos ajudar (2x)


Que penacho é aquele
É um penacho de arara (2x)

Ai quando rompe a mata virgem
Quando rompe a mata virgem
É o caboclo Ubirajara (2x)


Ubirajara quando chegou
Não atendeu caboclo nenhum (2x)
Sete mundos, sete mundos
ele se chama Ubirajara, meu pai Oxossi é caçador de outro mundo(2x)


Quanto tempo que eu não bambeio
E hoje vim pra trabalhar (2x)
O caboclo samambaia
Veio aqui pra trabalhar (2x)


Caboclo roxo da pele morena
Ele é Oxossi é caçador La da jurema (2x)
Ele jurou e tornou a jurar
Em tomar os conselhos que a jurema vem lhe dar
Ele jurou e tornou a jurar
Não deixar os perversos nessa banda entrar


Se a gameleira de Oxossi faz sombra
Meu pai Oxalá me responda (2x)

Ai como é bonito
Que bonito é
O meu pai Oxossi
No seu are, rê (2x)


Na beira do rio verde
Eu vi o caboclo na areia (2x)
Pescando peixe miúdo
Pra levar pra sua aldeia (2x)
Caboclo pegue o anzol
Que a noite é linda e clara

Vai pescar no rio verde
Por ordem de mãe Iara (2x)


Caboclo não tem caminho para caminhar (2x)
Ele caminha por cima da folha, por baixo da folha por todo lugar (2x)
Seus caminhos estão abertos
Caboclo pode passar
Ele vem girar, ele vem girar
Caboclo filho de umbanda, filho Oxossi e neto de Oxalá


Foi numa tarde serena
La nas matas da jurema que eu vi os caboclos bradar (2x)

Kiô, kiô,kiô que era
Toda mata está em festa
Sarava seu Sete Flechas
Ele é rei da floresta (2x)


Mandei fazer, o que banda eu fiz
Um capacete de penas

Salve seu Iambuga
É capitão das matas
É cacique da Jurema (2x)


Me perdi meu pai eu me perdi
La na mata do amazona eu me perdi (2x)
Procurei seu Iambuga não achei
Vim aqui no seu terreiro e encontrei


Caçador na beira do caminho
Não me mate essa coral na estrada
Ela abandonou sua choupana caçador
Foi no romper, da madrugada


Oxossi é caçador eu gosto de ver caçar

De dia ele caça na mata
A noite ele caça no mar (2x)


Caboclo mora nas matas, nas matas moram os orixás

Oh diga a ele para vir firmar seu ponto
Auê, auê, auâ (2x)


Estrela matutina clareia a banda sem parar (2x)
Dizem que meu pai é um caboclo
Auê, auê, auâ (2x)


 

No  alto daquela serra

Eu avistei uma vila

Perguntei o nome da vila

Para uma cabocla formosa

Ela então me respondeu

Ai o nome da vila é vila nova

Rê, o are re, o nome da vila é vila nova


No alto daquela serra
Debaixo de um pé de angá
Eu vi seu Iambuga atirar a sua flecha e não errar

Zuou, zuou, a sua flecha zuou (2x)


Oh, cadê gira mundo o Pemba
Oh, ta na pedreira o Pemba
E seus cambones Pemba
O veado no mato é corredor
Cadê meu mano caçador
Cadê o caboclo ventania
Ele é o nosso guia


Oxossi fez uma caçada
Caçou uma juriti
Da caça ele fez banquete
E a pena pra dividir

Pena com pena
Pena pra dividir (2x)


Caboclo pisa aqui que piso lá
Caboclo eu gostei do seu pisar


Se você é caboclo eu quero ver balancear (2x)
Arreia arreia capangueiro da jurema
Oh jurema (2x)

———————————————————
Quando sai da mata virgem
O urro de uma onça na Bahia se criou (2x)
E os meus manos ficaram chorando
Ficaram rezando pra seu salvador (2x)
Sua caverna estava desprezada
A mesma caverna que a jurema se criou (2x)


Sucuri, Jibóia
Quando vem beirando o mar

Olha como cocoriou
A sua cobra coral (2x)


Caçador que matou meu sabiá (2x)
Ele cantava baixinho no alto da serra
La em Jurema (2x)


Ah não mata que eu não entre
Ah não a pau que eu não a suba
A não a esse passarinho
Que meu botoque não derrube
Oh curimba
Zum, zum, zum o curimba, é de correr


Em mata que Makuku entra
Yambu não pia (2x)
Ele caboclo é flecheiro é atirador
Na mata Yambu não pia (2x)


Caboclo bom é amigo um do outro (2x)
Caboclo bom, ele anda atrás do outro (2x)


Ele vem da mata
Ele trouxe flecha
Pra filho de fé saudar
Ele é filho de cacique
Ele é caboclo verdadeiro
É caçador é flecheiro
Vem aqui pra trabalhar

Ele é filho de cacique
É caboclo verdadeiro
Ele é seu Pena de Ouro
Que vem saudar o seu terreiro (2x)

 —————————————————————