Pontos – Iansã

28/06/2016

Ponto de Louvação iansã

Deu um clarão no céu
As nuvens se esconderam
Mas de repente deu uma ventania
Era a donas dos raios
Iansã que aparecia (x2)

Tão linda como o ouro nagô
Sua coroa é cravejada de brilhantes
Eparrêi, eparrêi Oyá
Ilumina meus caminhos
Por onde eu passar(x2)


Ponto de Louvação

Raios que cruzam o ar
Na fúria da ventania
Vejo a força da Oyá
E o poder que ela irradia
Ela é a rainha da lei,
Do fogo ela é soberana,
Ao ouvir seu Eparrêi,
Meu coração se engalana

E Bela Oyá, E Bela Oyá
Eu sou filho da Matamba
Iansã eu vou louvar
Bela Oyá (x2)

Ela dança o aguêrê
Iansã, santa guerreira
Atabaques e afoxé,
Zuelando a noite inteira
Vou louvar a minha mãe,
Em forma de oração,
E o vento que vai ventar,
Vai levar esta canção, Bela Oyá

E Bela Oyá, E Bela Oyá
Eu sou filho da Matamba
Iansã eu vou louvar
Bela Oyá (x2)


Ponto de Trabalho

Olha que o Céu clareou
Quando o dia raiou
Fez o filho pensar
A mãe do tempo mandou
A nova era chegou
Agora vamos cantar
No Humaitá Ogum Bradou
Seu Oxossi atinou
Que Iansã vai chegar
O Ogã já firmou
O atabaque afinou,
Agora vamos cantar

A Eparrêi, ela é Oyá ela é Oyá
A Eparrêi, é Iansã é Iansã
A Eparrêi
Quando Iansã vai pra batalha,
Todos cavaleiros param
Para ver ela passar (x2)


Ponto de Trabalho

Guerreira, tens o bailar de um beija flor
Guerreira, o seu bailar me encantou (x2)

Senhora dos ventos,
Senhora do Balé,
Eparrêi ó bela Oyá,
Nessa Deusa eu tenho fé
Sua força vem do vento,
A sua beleza irradia,
É força da natureza,
É a força que me guia

Guerreira, tens o bailar de um beija flor
Guerreira, o seu bailar me encantou (x2)

Essa deusa tem um rei
Que em seu reino governou
Dividindo fortes raios esse rei é Pai Xangô
Com poder da ventania
Toda palha ela soprou
No xirê dos orixás
Omulu ela curou


Ponto de Demanda

Iansã, Cadê Ogum?
Foi pro mar!
Mas Iansã, Cadê Ogum?
Foi pro mar! (2x)

Iansã penteia
Os seus cabelos macios
Quando a luz da lua cheia
Clareia as águas dos rios
Ogum sonhava
Com a filha de Nanã
E pensava que as estrelas
Eram os olhos de Iansã

Mas Iansã, Cadê Ogum?
Foi pro mar!(4x)

Na terra dos orixás
Um amor se dividia
Entre um deus que era de paz
E outro deus que combatia
Como a luta só termina
Quando existe um vencedor
Iansã virou rainha na coroa de xangô

Mas Iansã, Cadê Ogum?
Foi pro mar!
Iansã, Cadê Ogum?
Foi pro mar! (2x)


Ponto de Louvação

Santa guerreira que ao meu lado caminha
Com sua taça de ouro e sua espada na mão
És para mim toda grandeza
Venero sua beleza
Trago a em meu coração
A sua saia quando roda irradia
É Deusa da Ventania
A Rainha Trovão,

Meu pai Xangô
Iansã fez sua morada,
Ela roda sua saia
Quando ronca a trovoada (x2)

Eparrêi, Eparrêi Oyá
Sarava mãe Iansã, é Rainha dos Orixás (x2)


Ponto de Louvação

Iansã, meu orixá estrela guia
Tu és a própria ventania
Que em meu terreiro
Hoje louvo em meu gonga
Tu és,
A moça rica és formosa
És minha mãe és linda rosa,
No jardim suspenso de pai Oxalá
Guerreira,
És minha força,
És Minha fé,
Guardo comigo seu axé
Um misticismo da Bahia,
Louvo,
seu lindo relampear
Eparrêi Oyá
Ilumina o meu passar
Senhora da ventania

Louvo o vento
Louvo o raio
Louvo o relampear
Sarava santa guerreira
Sarava seu jacutá (x2)


Ponto de Chegada

Eparrêi Oyá
Deusa dos ventos mensageira de Oxalá (x2)

Sarava santa guerreira
Dona do Sol e da Lua
Minha santa padroeira
Que os meus caminhos marcou
Proteção pra nossa banda
Eparrêi ó Bela Oyá
Moça rica de Aruanda
Venha nos abençoar


Ponto de Trabalho

Quando Iansã chegou,
Saravou Yalorixá,
Ogã Louvou sua Coroa
Eparrei Bela Oyá
Ela é moça bonita
Moça rica ela é
Conhecida dentro do santo
Ela é Iansã do Balé

Olha eu, Olha eu
Olha eu Bela Oyá
Olha eu, Olha eu
Ela é Iansã é o meu orixá (x2)


Ponto de Demanda

Sonhei um sonho lindo
Sonho tão lindo
Que me encantou
Eu me banhava
Com as águas da Oxum
Que desciam da pedreira
De pai Xangô
Tempo virava
Ventos e o trovão roncou
Era a bela Oyá
Que nos meus sonhos vinha para me ajudar

Ela bailava sem ter os pés no chão,
Com sua espada, e seu cálice na mão
Era Iansã me dando a sua proteção (x2)


Ponto de Louvação

Eparrei na Aruanda
A nossa mãe é Iansã
Gira deixa a gira, girar
Gira deixa a gira, girar
Oh deixa a gira, girar
Sarava Iansã
Meu Pai Xangô e Iemanjá
Eh oh, deixa a gira, girar


Ponto de Trabalho

Iansã tem um leque que venta
Pra abanar em dia de calor
Iansã mora nas pedreiras
Eu quero vê meu Pai Xangô


Ponto de Louvação

Iansã Orixá de Umbanda
Rainha do nosso gongá
Sarava Iansã lá na Aruanda, Eparrei!
Eparrei Iansã venceu demanda
Iansã, saravou pra Xangô
No céu, trovão roncou
E lá nas matas leão bradou
Sarava Iansã
Sarava Xangô
Aê dim dim
Aê dim dá
Oyá Matamba de Aruê
Oyá Matamba de Aruá


Ponto de Trabalho

Raio de luz clarão no céu
É ventania que vem lá
A noite inteira vento vem e vai
Rodopiando a bailar
Com a espada erguida no ar
Surge a guerreira
É Iansã
Varrendo os males
É Iansã
oh mãe valei-me
Levai nesses ventos os nossos tormentos
Levai minha dor
E quando cessar a tempestade
E eu vislumbrar um novo amanhã
Explode em meu peito um brado Eparrei
Oh mãe Iansã

Põe no tacho azeite pra ferver que Oyá
Põe nele o tempero desse acarajé
Que é força e coragem pra seguir viagem
Filhos que tem fé (2x)


Ponto de Louvação

Iansã é a dona do mundo
Dona do fogo, da faísca e do trovão
Eparrei Iansã na Aruanda
Santa Barbara com a espada na mão
Sarava Iansã do cabelo loiro
No mar tem água, na sua pedra tem ouro
Le, le le e
Le, le le á
Sarava Iansã que é rainha do mar
Eram duas ventarolas
Duas ventarolas
Que vinham beirando o mar
Uma era Iansã Eparrei!
A outra era Iemanjá Odociaba
Iansã, Iansã, segura seu arerê o Iansã
Segura seu arerê o Iansã
O Iansã, o Iansã
Segura seu arerê


Ponto de Trabalho

No amanhecer é
Que essa estrela brilha
No amanhecer é
Que ela me ilumina

Iansã senhora, do amanhecer
Sua espada brilha
Pra nos proteger (2x)
È Oyá
Iansã que nos conduz
É Oyá
Iansã com sua luz

Ao rodopiar faz o vento
Que a chuva trás
Pra lavar a terra
Semear a paz (2x)

È Oyá
Iansã que nos conduz
É Oyá
Iansã com sua luz

É santa guerreira
Se preciso for
Pra acabar com a guerra
Espantar a dor
É santa guerreira
Se preciso for
Pra acabar com a guerra
Semear o amor


Ponto de Chegada

Raios cruzando o céu
O mar começa a se agitar
Guerreira com a espada na mão
Girando num lindo bailar
Iansã mostrando sua força
Impondo o seu grande poder
Divina rainha da umbanda
Minha mãe eu lhe imploro
Venha me valer
Ô, ô
Ô, ô, ô, ô,ô,ô,ô,ô,ô
Ventania chegou
Ô, ô, ô, ô,ô,ô,ô,ô,ô
Ventania chegou
Tenho a certeza que com ela eu posso contar
Com minha fé
O mal irei derrotar
O terreiro toca atabaque
Em seu louvor
Lindas canções empenhadas
Com muito amor

Epahey, epahey, epahey
O daí me forças mamãe Iansã epahey (2x)
Ô, ô
Ô, ô, ô, ô,ô,ô,ô,ô,ô
Ventania chegou
Ô, ô, ô,ô,ô,ô,ô,ô,ô
Ventania chegou