OMULU

15/07/2016

OMULU

Orixá cercado de mistérios, Omolú é um deus de origem incerta, pois em muitas regiões da África eram cultuados deuses com características e domínios muito próximos aos seus. Omolú seria rei dos Tapas, originário da região de Empé. Em território Mahi, no antigo Daomé, chegou aterrorizando, mas o povo do local consultou um babalaô que lhes ensinou como acalmar o terrível orixá. Fizeram então oferendas de pipocas, que o acalmaram e o contentaram. Omolú construiu um palácio em território Mahi, onde passou a residir e a reinar como soberano, porém não deixou de ser saudado como Rei de Nupê em pais Empê (Kábíyèsí Olútápà Lempé).

Omolu também conhecido como Obaluaiê velho é um orixa que oferece aos seus filhos poderes de decisão para enfrentar os momentos mais difíceis, além de possuir interesse forte pelo misticismo e tudo o que é oculto. Em algumas tribos africanas, Omolu é conhecido como o Obaluaiê velho, mas também como o deus da doença, muito temido nos cultos. Omolu é conhecido ainda como rei das terras santas e dos cemitérios. Insatisfação é a principal característica dos filhos deste Orixá. Mesmo que sua vida corra na mais perfeita tranquilidade, eles nunca estão satisfeitos. Podem atingir o ponto mais alto da sua profissão, porém podem deixar ir por água abaixo tudo o que foi planejado durante anos. Nos relacionamentos pessoais, são difícies de se lidar e procuram ter uma vida independente dos outros.

Dia da Semana: Segunda-feira

Saudação: Atotô, meu pai, Atotô!

Cores: Branco, preto e vermelho

Símbolo: Xaxará ou Íleo, lança de madeira

Alimento Principal: Pipoca