Corrente

07/06/2016

Corrente mediúnica é o conjunto dos médiuns da casa, completamente necessária para os trabalhos.
Para que essa corrente seja forte o médium deve lembrar que tem a preocupação de se destacar em seu templo através da dedicação e humildade sempre pronto a fazer a caridade, pois, o médium e o seu guia espiritual doam, e o assistente recebe. Com essas lições de preparação de um bom médium, acendendo sua vela de anjo de guarda, tomar seus banhos de descarrego, ficar em oração e vigília de seus pensamentos, sendo mais fácil a condução dos trabalhos espirituais. Por esse motivo é preciso existir equilíbrio e concentração.
Um único médium poderá trabalhar sozinho, porém, o trabalho dependerá única e exclusivamente dele, mas como sabemos o risco é bem grande, e para um único médium a absorver e se livrar da mesma fica bem difícil, o que PODERÁ ocasionar alguns tipos de desconfortos ao médium.
Por esse motivo é bom lembrar que quem estiver na corrente, acompanhado ou só precisa manter uma boa vibração, esquecendo do que acontece a sua volta.
Outra coisa que deve ser lembrado é que a corrente precisa estar sempre em harmonia, quando o médium da sua frente sair o que estiver atrás deve vir para o seu lugar.
A corrente é formada pelos médiuns sempre seguindo uma hierarquia, sendo que o médium incorporado repassa ao seu consulente e a toda corrente formada fluidos de vibrações astrais, recebendo dessa forma radiações com várias cores diretamente em sua alma, tornando, assim, impossível uma casa espiritual de caridade funcionar sem um corpo mediúnico devidamente estruturado pelo amor, caridade e a fé.
Como já explicamos nada impede também de um médium trabalhar sozinho, porém, esse tipo de ocasião acontece geralmente em atendimento para uma pessoa em específico, que já com um estudo do caso não precisará de emanações de fluídos tão grandes, sendo possível o atendimento do mesmo por apenas um médium.
Vale lembrar que existem dois tipos de correntes nas sessões espirituais realizadas em terreiros, elas são denominadas como corrente mediúnicas e corrente espirituais, a corrente espiritual é formada por quatro guardiões, dois a frente de cada corrente e dois atrás que energizam a corrente enquanto acontecem os trabalhos.
concluindo apenas que as duas trabalham em conjunto para a harmonia dos trabalhos.
Sendo assim, concluímos que em nossa religião não há como ser individualista, tendo sim, que precisar da ajuda de seu irmão de fé, para que a corrente se forme forte o suficiente para segurar as aflições que atingem aqueles que vão ao Templo a procura de um alento e uma palavra amiga, pois a Umbanda é plural e pode-se considerar a “Umbanda de todos nós”.