Chakras

14/06/2016
A relação entre os chakras e os orixás
O corpo físico possui canais de comunicação com os corpos sutis, são os chamados chakras. Confira a correspondência dos sete chakras principais com os orixás que os influenciam.
Chakra básico
Seus regentes são Nanã e Oxumarê, Obaluaê, Exú e Omulu. Fortalece a vida física e estimula o sistema nervoso, favorecendo a sobrevivência. Sua debilidade pode causar abatimento físico e moral.

7 chakras, and figure with colored circles. The 7 icons on the left are the same as on the right but neatly aligned. On 3 easy layers.

Chakra umbilical
Localiza-se acima do umbigo. Relaciona-se com todo o organismo, controla os rins e os principais órgãos do abdômen. Orixás regentes: Iansã e Ogum.
umbilical
Chakra esplênico ou plexo solar 
Próximo ao umbigo. Atua nas funções digestivas, intestino, fígado, baço, estômago. Influencia o subconsciente, ilumina a mente. Está relacionado ao sentimento e às emoções. Orixás regentes: Iansã e Obá.
plexo
Chakra cardíaco
Atua na região do coração, estimula à nutrição, a vitalidade, a atividade mental e dos sistemas circulatório, imunológico e endócrino. Controla o pensamento, o amor, a harmonia interior. Orixás regentes: Xangô, Oxum e Oxóssi.
Chakra Cardíaco
Chakra Laríngeo
 Localizado na garganta, próximo ao chamado “pomo de adão!. Comanda a palavra e sua manifestação física, sistema respiratório, cordas vocais e o metabolismo. Domínio sobre o astral. Orixás regentes: Beijada, Oxumaré e Ewá.
Chakra Laríngeo
Chakra Frontal ou Terceira Visão
Fica no centro da testa, entre as sobrancelhas. Influencia o crescimento vital e espiritual, o despertar deste chakra produz respeito, equilíbrio, abstinência, dignidade, bons sentimentos, relacionamento com o corpo espiritual, representa a visão e a intuição, sendo o centro da inteligência e da paranormalidade. Orixás regentes: Oxaguiã e Iemanjá.
Chakra Frontal
Chakra Coronário
Localizado no alto da cabeça. Foco radiante de energias. Domínio sobre a consciência (força espiritual universal). Orixás regentes: Oxalá ou Orixalá. Dependendo de cada pessoa, e da sua consciência, irradia com mais ou menos força, tanto negativa como positivamente.
Chakra Coronário
Cada um dos sete Chacras básicos tem uma afinidade maior com uma das sete vibrações originais e uma das sete linhas de Umbanda, mas nenhum pertence exclusivamente a um só orixá. Em cada encarnação, eles assumem padrões diferentes de energia, pois encarnamos para aprender e vivenciar novas experiências. Assim, em cada encarnação, surge toda uma combinação de orixás em relação aos chakras, de maneira que esta combinação crie uma situação propícia a ajudar na evolução do ser. Os chakras que já tem um padrão vibratório próprio são sobrepostos pela energia do orixá que se faz presente em cada um deles.
Nenhum desses Chakras pertence exclusivamente a um orixá e essa relatividade depende do orixá rege a ancestralidade da pessoa. Esse será o regente da cabeça do médium e do chakra coronário. Nesse mesmo chakra, os outros Orixás estarão presentes como qualidades secundárias, pois a principal sempre será a do orixá dono da coroa.
Portanto, teremos como orixá principal, no chacra coronário, nosso orixá ancestral, que, junto do recessivo, forma o casal de orixás ancestrais que são os únicos que não mudam sua posição de encarnação. Como orixá principal, na abertura de frente do frontal, teremos o nosso orixá de frente; como principal, na abertura de trás do frontal, fica nosso orixá de juntó. Em volta da irradiação do orixá principal, temos outras seis, que dão formação à coroa do “médium”… a força que o rege na cabeça.
chakra system
Conhecendo a atuação das entidades sobre os chakras
Muitas informações são de extrema importância, quando tratamos da ação dos guias nos centros de forças. O conhecimento impede que o médium seja atingido por falanges que queiram se passar por seus mentores espirituais;
O que ocorre no corpo físico na atuação de determinadas falanges.
Por exemplo:
– Caboclos  atuam principalmente no chakra cardíaco, causando, no médium, ligeira palpitação.  Portanto, se ao sentir a chegada da entidade, o médium sentir vibração no chakra básico, por exemplo, se resguarde, pois será a chegada de um quiumba se passando por caboclo. Além da ligeira palpitação, os caboclos pressionam o chakra, fazendo com que o médium tenha uma postura austera, firme.
– Exús atuam no chakra básico, por estarem ligados mais à energia terrena, à energia física propriamente dita.
– Os ibejis, assim como os pretos velhos, atuam em todos os chakras. O médium sente a vibração em todo seu corpo físico.
O assunto é muito extenso e requer prática.  A percepção aguçada do médium, aliada ao conhecimento, impedirá que espíritos zombeteiros adentrem nossas casas e façam da nossa querida Umbanda motivo de difamação. Nosso intuito é que, pela orientação mediúnica, preparemos médiuns conscientes de sua missão e que desempenhem cada vez melhor seus dons. A ligação médium/entidade torna-se cada vez mais sutil, quando o trabalho é feito em plena harmonia.